Chinchilla

Os chinchillas selvagens são nativos do Peru, Chile, Bolívia e Argentina, são animais dos Andes vivendo a mais de 5.000m do nível do mar em um clima frio e semiárido. O nome chinchilla foi atribuído a estes animais porque as tribos locais dessas áreas andinas que tinham este nome ("Chinchas"), (chinchillas literalmente significa "pequenos Chinchas"). Estes povos usavam a pele macia destes animais como adornos em vestuários cerimoniais.
Com a chegada dos espanhóis na America por volta de 1500, estes animais foram sendo eliminados de forma indiscriminada sendo que no final do século Dezenove vários milhões de peles de chinchillas estavam sendo enviadas anualmente para a Europa. A caça descontrolada levou a eliminação quase total dos chinchillas no seu habitat natural, sendo que hoje praticamente eles se concentram em pouco mais de 40 km quadrados em áreas preservadas do Chile.
Os chinchillas são hoje criados nos Estados Unidos e Canadá em fazendas que surgiram para produzir matrizes e para o mercado pet. Existem apenas duas espécies reconhecidamente de chinchillas: Chinchilla brevicaudata, Chinchilla lanígera.
Estes roedores possuem um par de dentes incisivos e quatro conjuntos de dentes molares, sendo que o crescimento dentário é por toda a vida do animal. Estes animais são mais relacionados filogeneticamente aos porcos espinhos, cobaias e pacas do que aos outros roedores
apesar de que são descritos como semelhantes aos esquilos, ou gerbils gigantes. Eles têm corpos compactos, e caudas em forma de "escova", além de orelhas grandes e bigodes bem desenvolvidos. Os adultos pesam de 450 a 800 gramas e tem 25 a 35 cm de comprimento. As fêmeas são geralmente maiores que os machos, sendo a cor padrão o cinza com uma gradação entre o claro e o escuro. A reprodução com seleção tem produzido variedades mutantes como bege, branco, preto, marrom, prata, violeta ou multicolorido.
Chinchillas são animais herbívoros, gregários, curiosos e ativos, embora habitualmente noturnos estes animais aceitem serem treinados e manejados durante o dia. A vida média segundo os criadores é de 20 anos.

A dieta natural dos chinchillas selvagens se compõe de gramíneas e sementes. Eles tem um ceco muito grande que auxilia na digestão das forragens como acontece com os equinos. Em cativeiro a alimentação se baseia em pellets de feno de forragens de alta qualidade que são administrados à vontade. São também usados pellets de alfafa, sendo que o feno ou a alfafa devem ser livres de mofo (fungos) e inseticidas.
Deve-se oferecer também objetos para desgaste dos dentes como blocos de madeira feitas de pinus branco, ramos de árvores frutíferas, ou blocos de material mastigável. A maturidade sexual ocorre entre 7 e 9 meses de idade, sendo a gestação de aproximadamente de 111 dias, nascendo geralmente 2 filhotes com peso entre 30 a 50 gramas os quais desmamam entre 6 a 8 semanas de idade.